Highslide for Wordpress Plugin

Eventos

6 de outubro de 2017

Secretaria de Saúde está realizando atividades no Outubro Rosa

O mês de outubro é conhecido como o mês de combate ao câncer de mama e a prevenção é o melhor remédio para a detecção precoce da doença e assim as mulheres terem mais chances de se recuperar. Durante o mês de outubro a Secretaria de Saúde realizará diversas atividades em suas Unidades Básicas de Saúde para auxiliar e informar as mulheres do perigo desta doença. As Unidades de Saúde da Família estarão à disposição para atendimento às mulheres sempre, em especial neste mês de outubro. Compareça ao serviço, acompanhe sua saúde, previna Câncer o Mama e descubra que todos os seus dias podem ser rosa. Acontecerá o “Dia D” no Parque Municipal de Eventos, dia 21 de outubro, no evento terão orientações, sessões de beleza, promoção da auto-estima, testes rápidos e coleta de Papanicolau na Van.

O câncer de mama é um tumor maligno que se desenvolve como consequência de alterações genéticas em algum conjunto de células da mama, que passam a se dividir descontroladamente.

 As atividades educativas e atendimento à saúde da mulher, pois é de extrema importância conhecer os riscos, sintomas e os serviços que estão disponíveis para saúde da mulher no SUS como Mamografia em mulheres de 50 a 69 anos e coleta de Papanicolau, assim como exame clínico das mamas nas Unidades de Saúde da Família.

Segundo a Secretaria de Saúde, é importante o comparecimento das mulheres ao longo dos anos para atendimento preventivo devido fatores que podem ser evitados. Estima-se que 30% dos casos de câncer de mama possam ser evitados quando são adotadas práticas saudáveis como:

  • Praticar atividade física;
  • Alimentar-se de forma saudável;
  • Manter o peso corporal adequado;
  • Evitar o consumo de bebidas alcoólicas;
  • Amamentar.

Segundo Instituto Nacional do Câncer (INCA), os principais sinais e sintomas do câncer de mama são:

  • Caroço (nódulo) fixo, endurecido e, geralmente, indolor;
  • Pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja;
  • Alterações no bico do peito (mamilo);
  • Pequenos nódulos na região embaixo dos braços (axilas) ou no pescoço;
  • Saída espontânea de líquido dos mamilos

Ao identificarem alterações persistentes nas mamas, as mulheres devem procurar imediatamente um serviço para avaliação diagnóstica. No entanto, tais alterações podem não ser câncer de mama.

Todas as mulheres, independentemente da idade, podem conhecer seu corpo para saber o que é e o que não é normal em suas mamas. É importante que as mulheres observem suas mamas sempre que se sentirem confortáveis para tal (seja no banho, no momento da troca de roupa ou em outra situação do cotidiano), sem técnica específica, valorizando a descoberta casual de pequenas alterações mamárias. A maior parte dos cânceres de mama é descoberta pelas próprias mulheres.

Além de estar atenta ao próprio corpo, também é recomendado que mulheres de 50 a 69 anos façam uma mamografia de rastreamento (quando não há sinais nem sintomas) a cada dois anos. Esse exame pode ajudar a identificar o câncer antes do surgimento dos sintomas.

Mamografia é uma radiografia das mamas feita por um equipamento de raios X chamado mamógrafo, capaz de identificar alterações suspeitas. Mulheres com risco elevado para câncer de mama devem conversar com o seu médico para avaliação do risco para decidir a conduta a ser adotada.