Highslide for Wordpress Plugin

Desenvolvimento Econômico

12 de janeiro de 2018

Prefeitura de Extrema compra R$ 370 mil de agricultores para merenda

Vinte e quatro agricultores familiares de Extrema efetivaram a venda de verduras, legumes e frutas que vão compor o cardápio da merenda escolar da rede municipal. A negociação, que segue as regras do Programa Nacional de Alimentação Escolar, tem a supervisão técnica da EMATER, Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Secretaria de Educação.

Os produtores foram organizados em grupo e a EMATER orientou toda a montagem do processo facilitando a negociação. “Os agricultores têm o conhecimento do cultivo, muitas vezes o que dificulta a venda ou até mesmo desestimula é a parte burocrática, a organização de documentos, e quando ajudamos neste processo, fica tudo mais fácil”, explica o engenheiro agrônomo da EMATER em Extrema, Hélio Farias.

A cada ano, o processo vai se fortalecendo com o aumento do número de famílias participantes, o número de itens do cardápio e o valor negociado. Para este semestre, foram adquiridos: brócolis, banana nanica, couve flor, morango, feijão e outros. O valor total do contrato foi de R$ 369 mil e tem como base o preço dos produtos práticos no mercado local.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, explica que há um compromisso da Administração Municipal de priorizar as compras locais. Em 2017, por exemplo, foram comprados de empresas de Extrema mais de R$ 16 milhões. Isto faz com que o dinheiro gere prosperidade aqui mesmo e estimule os empreendedores.

Os alimentos adquiridos da agricultura familiar serão servidos para os 7.500 alunos da rede municipal e isto garante a oferta de uma merenda balanceada, saudável e com ingredientes frescos, o cardápio é montado pelas nutricionistas avaliando as necessidades das crianças.