Highslide for Wordpress Plugin

Meio Ambiente

20 de setembro de 2018

Extrema adere a organização internacional de governos comprometidos com desenvolvimento sustentável

O Município de Extrema se uniu ao ICLEI – Governos Locais pela Sustentabilidade, organização internacional que reúne governos locais e organizações governamentais engajados com o desenvolvimento sustentável. A Rede global conta com mais de 1.500 cidades e regiões, em todo o mundo, comprometidas com a construção de um futuro sustentável. Por meio de esforços coletivos, impacta mais de 25% da população urbana global.

A filiação aconteceu nesta quinta-feira, 20 de setembro, durante a visita do Secretário Executivo do ICLEI América do Sul, Rodrigo de Oliveira Perpétuo (foto acima), a Extrema. O representante da Rede foi recebido pelo prefeito e secretários municipais e conheceu alguns projetos locais pioneiros no país, como o premiado Conservador das Águas. O projeto busca preservar as milhares de nascentes da região, cujas águas, desembocadas no caudaloso rio Jaguari, ajudam a formar o principal curso d’água que alimenta o Sistema Cantareira, um dos maiores do mundo e que sustenta 55% da região metropolitana de São Paulo.

“Extrema é uma referência regional e nacional já consolidada. Ao ingressar ao ICLEI, o município passa a alcançar um nível de visibilidade internacional. Isso se converte na possibilidade de intercâmbio com cidades que também avançaram no seu compromisso de ter políticas de sustentabilidade e abre ainda a possibilidade de acesso a recursos e parceiros que podem engrandecer essa caminhada de Extrema”, disse o Secretário Executivo do ICLEI América do Sul.

Na região, o ICLEI reúne cerca de 70 membros, entre cidades e governos estaduais do Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Peru e Uruguai. Os governos locais e regionais da Rede trabalham em conjunto com uma equipe diversa de especialistas em 22 escritórios ativos em 124 países. Juntos, abordam os impactos locais de mudanças globais sem precedentes, da mudança climática à urbanização, com o objetivo de promover o desenvolvimento urbano com menor impacto possível nos sistemas globais e construir comunidades centradas nas pessoas e equitativas.

Uma das questões centrais da adesão da prefeitura à Rede são as mudanças climáticas, um dos carros-chefes do ICLEI. Junto com essa adesão, o Município está lançando o Extrema no Clima, um programa que visa executar as ações previstas na Lei Municipal de Mudanças Climáticas (Lei nº 3.829/18). Extrema é a primeira cidade do interior de Minas a aprovar essa lei. Essas ações somam-se a outras que a cidade vem desenvolvendo, como o inventário de emissões de gases de efeito estufa do município, articulada com o licenciamento ambiental.

O ICLEI foi fundado em 1990 por 200 governos locais de 43 países, que se reuniram no primeiro Congresso Mundial de Governos Locais por um Futuro Sustentável, na sede das Nações Unidas, em Nova York. As operações do grupo começaram em 1991, no Secretariado Mundial em Toronto, Canadá. O ICLEI acredita que as cidades sustentáveis são a base de um mundo mais justo e sustentável. Os associados à rede contribuem para tornar a sustentabilidade urbana uma parte inseparável de todo o desenvolvimento nos níveis subnacional, nacional e global.